EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Nos termos regimentais, a Diretoria Executiva do SIND-UEA convoca todos os seus sindicalizados para Assembleia Geral extraordinária, a realizar-se no dia 10/06/2019, às 16:00 horas, no auditório do térreo do prédio Samuel
Benchimol, Escola de Artes e Turismo (ESAT), da Universidade do Estado do Amazonas-UEA, localizada na Av. Leonardo Malcher, nº 1728 , Bairro Praça 14 de janeiro, nesta cidade de Manaus/AM , em primeira convocação,
havendo quorum de 5% dos sindicalizados, ou às 16:30, em segunda convocação, com qualquer número de sindicalizados presentes, para o fim de deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:
Pauta:
Informes:
1. Adesão à Greve Geral de 14/06/2019.

Baixar pdf da convocação

Manaus/AM, 06 de junho de 2019

15 de maio: Greve Nacional da Educação

Em resposta aos ataques à educação pública, entidades do setor convocam suas categorias para uma paralisação nacional no dia 15 de maio. A Greve Nacional da Educação foi definida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). A data foi incorporada ao calendário de lutas aprovado no III Encontro Nacional de Educação (ENE). O ANDES-SN convoca sua base a aderir à paralisação.

“A greve nacional da educação em 15 de maio é uma resposta a todos os ataques que a educação pública, os professores, estudantes, técnicos administrativos vêm sofrendo, com toda essa perseguição ideológica e política”, explica Caroline Lima, 1ª secretária do ANDES-SN.

Ler mais

MEC corta 30% do orçamento de universidades e institutos federais

Depois de anunciar que o MEC cortará verbas de três universidades federais por “balbúrdia”, o ministro da educação, Abraham Weintraub, foi além. Os cortes não serão apenas nos orçamentos das Universidades Federal Fluminense (UFF), da Bahia (UFBA) e de Brasília (UnB). Agora, todas as universidades e institutos federais terão seus orçamentos cortados em 30%.

Ler mais

NOTA DE REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO ABRAHAM WEINTRAUB SOBRE CONTINGENCIAMENTO DE VERBAS PARA UFBA, UNB E UFF.

Os ataques às universidades, institutos federais e CEFET vêm se intensificando
no último período a partir da aplicação do projeto político-ideológico desenvolvido pelo
governo de extrema direita que chegou ao Planalto Central. O chefe de Estado, o
presidente Jair Bolsonaro e o seu ministro da educação Abraham Weintraub, ambos
defensores dos projetos denominados “escola sem partido”, têm se empenhado para que
o único partido e o único projeto de educação presentes sejam os de seu domínio
ideológico que esbanja conservadorismo e falta de conhecimento sobre processos
educativos, propagando ódio e terror sobre o patrimônio da sociedade que é a educação
pública, gratuita, laica, de qualidade e socialmente referenciada

Ler mais

Nota do ANDES-SN sobre as manifestações de “comemoração” do golpe de 1964

Nota da diretoria do ANDES-SN sobre as manifestações de “comemoração” do golpe empresarial-militar de 31 de março de 1964

“Não é lícito esquecer, não é lícito calar. Se calarmos, quem falará? Claro que não os culpados e seus cúmplices. Se faltar nosso testemunho, num futuro nada distante os feitos da bestialidade nazista, exatamente por sua enormidade, poderão ser relegados ao rol das lendas. Falar, portanto, é preciso.”  Primo Levi, Deportados. Aniversário. A assimetria e a vida.

A diretoria do ANDES-SN vêm a público somar-se às manifestações de repúdio à recomendação da Presidência da República ao Ministério da Defesa para que sejam feitas “comemorações devidas” no dia 31 de março de 2019, quando se completam 55 anos do golpe empresarial-militar de 1964.

Ler mais

Docentes se mobilizam em todo país contra a Reforma da Previdência

Em várias cidades do país, trabalhadores e trabalhadoras foram às ruas nesta sexta-feira (22) contra o ataque às aposentadorias e aos direitos previdenciários. A data marca o Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, convocado de forma unitária pelas centrais sindicais brasileiras. Docentes de diversas universidades federais, estaduais, municipais e dos Institutos federais e Cefets se unem à mobilização contra a Reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro.

Em Brasília, uma manifestação unificada entre as diversas categorias do Distrito Federal está prevista para às 17 horas, na praça Zumbi dos Palmares, em frente ao Conic.

No Rio de Janeiro, o ato unificado tem concentração a partir das 16h, na Candelária. Os manifestantes devem sair em passeata até a Central do Brasil. Em Niterói, às 14h, os docentes da Universidade Federal Fluminense (UFF), que paralisaram as atividades nesta sexta, se concentram nas Barcas, para promover atividades. O ato acontece em unidade com os técnico-administrativos da Universidade (que também deliberaram pela paralisação de 24horas) e estudantes. De lá, seguem para a manifestação no centro da capital fluminense.

Em Niterói, comunidade da UFF se reuniu nas Barcas antes de seguir para o ato unificado na Candelária, centro do Rio. (Aduff SSind./Luiz Fernando Nabuco)

Ler mais

“Comandar o MEC é um abacaxi”, afirma Vélez Rodríguez

A crise do Ministério da Educação (MEC) não tem fim. Após sucessivas demissões e desencontros, o ministro Ricardo Vélez Rodríguez foi à Comissão de Educação da Câmara na quarta (28) e saiu de lá constrangido. Ele chegou a afirmar que “comandar o MEC é um abacaxi do tamanho de um bonde”.

Ministro da educação causou polêmica em sua ida à Câmara

Tamanho rebuliço foi gerado pelas declarações confusas do ministro, que sua demissão chegou a ser anunciada pela jornalista Eliane Catanhêde. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, negou a demissão. Horas antes, em entrevista à TV Bandeirantes, o presidente também criticou Vélez. Afirmou que o MEC estava desorganizado e que conversaria com o ministro quando voltasse de viagem de Israel.

Ler mais